segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Pontapé na Língua #1

Já era de prever que esta rubrica (sem acento!) chegaria aqui ao blog mais dia, menos dia.
Um pouco por todo o país a nossa língua é tratada ao pontapé, por falta de conhecimento ou simplesmente por desleixo. Este cenário agrava-se quando os protagonistas são os que têm uma responsabilidade acrescida no cuidado com a língua portuguesa, pois comunicam para as massas, como é o caso dos media e das figuras públicas.

Se a "língua é o espelho de uma nação" (Friedrich Schiller), Portugal está a precisar de muitos curativos... 

Língua
Foto: Observador
Facilmente se compreende que este título sofreu um lapso acidental de algo que é só a coisa mais importante numa frase: o verbo. Até aqui não há caso para grande alarido. O problema é que durante 1 hora, pelo menos, ninguém do Observador reparou que faltava ali qualquer coisa...

A não ser que isto seja uma espécie de passatempo de verão do género "Complete os nossos títulos - Se fosse GNR, o que faria a uma mulher suspeita de fogo posto?!":
"Mulher espancada pela GNR por suspeita de fogo posto"  
"Mulher abatida pela GNR por suspeita de fogo posto" 
"Mulher torturada pela GNR por suspeita de fogo posto" 
(...)
Só espero que a senhora seja isenta de culpa; caso contrário voto em "queimada".

[atualização 21/08, 14h13: o lapso foi retificado]

sábado, 12 de agosto de 2017

Vamos às Compras?! #15

Com este tempo, os grandes herois são aqueles que conseguem fazer algo de produtivo. A maioria certamente vai querer estar de molho.
Depois de uns dias soprados a vento, o calor decidiu instalar-se... É hora de ir a banhos!






(clica nas imagens para mais detalhes) 


| Protetor Solar Rosto Piz Buin - AMAZON | Biquini ATD - SPORTZONE | Saco de Praia Rip Curl - SPORTZONE |
Chinelos SixtySeven - PROF | Toalha de Praia Vertty - MINTY SQUARE | Óculos de Sol Komono - MINTY SQUARE |
| Bola Rugby Praia - SPOTZONE |

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Bem-vindos a Óbidos! - Parte II

Decidiram reavivar os tempos medievais com rigor, fizeram do chocolate rei, reinventaram a magia do Natal e elevaram o livro ao seu verdadeiro estatuto. Tudo regado com uma bela ginja... Quem consegue resistir a Óbidos, a Vila das Rainhas?!

[breve apontamento histórico: a vila fez parte do dote de muitas das nossas rainhas e foi daqui que nasceu o concelho Caldas da Rainha, anteriormente designado Caldas de Óbidos.]

Óbidos
Vista sobre a vila com a lambisgoia da Cersei e o vestido vermelho
(explicação mais abaixo)
A VILA

Para quem quer conhecer a vila, sugiro uns bons ténis ou qualquer calçado que seja confortável para uma boa caminhada.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Bem-vindos a Óbidos! - Parte I

Nunca tinha pernoitado em Óbidos, mas era algo que estava nos planos. Não foi tarde, nem cedo...foi o destino escolhido para comemorar os 13 anos de casório! E como não gostamos de fazer a coisa por menos, em quatro dias decidimos conhecer dois hotéis: The Literary Man e Rio do Prado. Curiosamente, dois conceitos diferentes na mesma região e do mesmo proprietário (esta parte, descobrimos mais tarde).


medieval

Foi já no escurinho da noite que chegámos à antiga Estalagem do Convento de Óbidos.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Sabes que estás cansada

...quando adormeces em qualquer lado, a qualquer hora, em qualquer posição. Basicamente, esta sou eu nos últimos dias (semanas?).

Sabes que atingiste o cúmulo do cansaço, quando adormeces durante a depilação.
Virilhas incluídas.

[exato...]

cansada

sábado, 29 de julho de 2017

A partir daqui é A Gosto

O mês mais sofrido finalmente chegou ao fim. Agora é altura de desligar o botão, fazer um reset e aproveitar o que o sol nos traz, durante as próximas semanas. Até porque em setembro as baterias precisam de estar bem carregadas para levar para a frente os novos desafios.

Foi mais um ano que valeu a pena por todos os sucessos alcançados e pelo crescimento que proporcionou. A mim e a todos. Grata pelo percurso, pelos jovens que me acompanharam todos os dias e pela equipa fantástica.

Está oficialmente ligado o botão Dolce Fare Niente.

sábado, 15 de julho de 2017

Este blog tem mais vidas do que um gato!

Ontem, uma das minhas pérolas perguntou-me se o blog tinha morrido. Uma pergunta pertinente, sem dúvida, pois faz semanas que não acontece nada de novo por aqui. 

Durante as últimas semanas, o trabalho tornou-se absolutamente caótico. O mês de julho para quem está no ensino profissional não é nada simpático: as minhas pérolas desesperam com o cansaço, o calor e a ansiedade das férias, tudo apimentado com fotos que os amigos do ensino regular enviam numa qualquer praia em modo dolce fare niente; nós estamos esgotados de um longo ano e igualmente ansiosos pelas férias, mas precisamos ter mais paciência [choro esquizofrénico] e flexibilidade com tudo o que acontece do outro lado, enquanto a parte burocrática cresce como se não houvesse amanhã a cada minuto. Caótico.

blog

A isto juntou-se o casamento do ano.

sábado, 24 de junho de 2017

Vamos às Compras?! #16

Nunca conseguiremos compreender realmente o que vai na alma de quem passou pelo sofrimento de um incêndio sem fim. Dificilmente será recuperado muito do que foi reduzido a cinzas. Muitas vidas foram interrompidas no desespero das chamas. Pedrógão Grande ganhou, para sempre, um luto pesado. Acontecimentos dramáticos como este são uma espécie de lembrete para a efemeridade da vida e, por isso, é urgente vivê-la da melhor forma. 

Hoje, esta rubrica é dedicada à solidariedade que caracteriza todos os portugueses.


COMO AJUDAR?


CONCERTO SOLIDÁRIO


No dia 27 de Junho, pelas 21h00, o Meo Arena recebe um concerto de homenagem às vítimas dos fogos florestais em Pedrógão Grande e zonas limítrofes e de angariação de receitas para reforço da ajuda às populações afetadas pela que é já considerada uma das maiores tragédias na história do nosso país. A receita obtida será entregue à União das Misericórdias Portuguesas. Os bilhetes, a partir de 15 euros, já se encontram disponíveis em blueticket.pt e nos pontos de venda Fnac, Worten, El Corte Inglês, The Phone House, Pagaqui, ACP e Turismo de Lisboa.
Photo: Google

LINHA SOLIDÁRIA RTP/MEO


Pode ajudar através da Linha Solidária RTP a favor das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande, ligando para o 760 200 600 (0,60€ + IVA). O valor do donativo é de 0,60 euros. Se preferir pode contribuir através da conta solidária criada para o efeito - IBAN: PT50 0035 0001 00100000330 42.


Photo: Google

LINHA ABERTA DO ALOJAMENTO 144


A Linha Nacional de Emergência, através do nº 144, disponibiliza apoio psicossocial e os contactos dos centros de acolhimento disponíveis próximos da zona de Pedrógão Grande.


Photo: Google


EM PEDRÓGÃO GRANDE
A Santa Casa da Misericórdia recebe alimentos e os Bombeiros Voluntários os restantes donativos, bem como alimentos para animais de estimação.

EM CASTANHEIRA DE PERA
Nos Bombeiros Voluntários são aceites alimentos, enquanto os restantes donativos devem ser entregues no Pavilhão Gimnodesportivo.

EM FIGUEIRÓ DOS VINHOS
Os donativos são recebidos no Pavilhão Gimnodesportivo das Bairradas.

SER VOLUNTÁRIO
A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro apela aos voluntários para se dirigirem às Câmaras Municipais "para serem devidamente identificados e para que o seu contributo possa ser enquadrado nas operações que se estão a desenvolver".

Photo: Google

terça-feira, 20 de junho de 2017

GRS | Quem diz é quem é!

Judite de Sousa está a fazer correr rios de tinta. Isto porque, a propósito de um direto sobre a tragédia de Pedrógão Grande, decidiu:

(1) ...comparar o número de mortos com a tragédia de Entre-os-Rios;
(2) ...sugerir a demissão da Ministra;
(3) ...fazer o direto ao lado do corpo de uma vítima.

Parou tudo!!! "Ao lado do corpo de uma vítima?!", perguntam vocês.
Exato...

Aliás, a juntar ao cenário dantesco ficou registado o comentário da jornalista (?): "Está um corpo aqui ao meu lado, de uma senhora, que ainda não foi recolhido, apesar de os bombeiros se encontrarem muito perto deste local”. Ou seja, não sabendo mais nada, diria que há aqui um péssimo serviço dos bombeiros, que já deveriam ter recolhido os corpos todos, a fim de evitar esta exposição que a Judite não conseguiu/pôde/quis (riscar o que não interessa) deixar passar em branco.

Como é óbvio, caiu-lhe tudo em cima. O Twitter andou nas horas e, por todo o lado, profissionais e amadores deixaram duras críticas à prestação da jornalista (?). E, claro, os dedos apontaram-se àquela que, infelizmente, há pouco tempo perdeu um filho de forma trágica e pediu respeito e privacidade à imprensa.



Verdade seja dita que ela também não teve muito sossego naquela altura, mas isso não justifica que sejamos o oposto do que dizemos.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

E tu, foste à Feira do Livro?!


Depois de uma pequena pausa para ganhar novo fôlego, decidi voltar a colaborar no projeto ACMA (ver aqui), que nos desafiou durante os meses de maio e junho a falar sobre FESTAS!

A época é propícia à temática, mas como devem calcular agarrei-me logo àquela que (para mim) é a grande festa do ano: Feira do Livro de Lisboa de 2017! E, agora, sim... fresquinho, fresquinho... vamos fazer o rescaldo do evento!
Segundo a organização do evento, foi a "maior feira do livro de sempre" e a adesão também foi grande: antes do fecho, previa-se ultrapassar o valor recorde de meio milhão de visitantes registado em 2014.

Confesso que não fui tantas vezes quantas queria. Quem leu isto aqui, também já percebeu que era menina para estar lá batida todos os dias.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Quando se Come Trump(a) às Colheradas!



Lembro-me de ter os meus 10 anos e passar as férias inteiras enfiada na praia. Nessa altura, não havia grande alarido com proteção solar, sabia-se que deveria haver uma maior cautela entre as 13h e as 15h e era justamente neste período que nos obrigavam a ficar à sombra (dorme a sesta e é se queres vir à praia!) até porque o grande perigo era a digestão.

sábado, 10 de junho de 2017

Vamos às Compras?! #14

Hoje as compras são feitas em português, numa espécie de comemoração do Dia de Portugal, este pequeno grande país à beira-mar plantado! E se temos tanta (e boa) produção tuga... Upa, upa!







(clica nas imagens para mais detalhes)

| Chávena Heterónimos - VISTA ALEGRE | Triquini - ONDHAMAR | Anel ajustável - CAROLINA CURADO |
| Mala Grace - MANJERICA | Casaco estampado - DUARTE | Loção corporal "Madrigal" - CLAUS PORTO |
| Sandálias Soca "Janis" - XUZ |

terça-feira, 6 de junho de 2017

Pérolas do meu Rosário #14

Há duras verdades na História que não escapam aos olhos das minhas pérolas!

Em 1908, mataram o rei D. Carlos e o seu herdeiro. Quem se lixou foi D. Manuel II, que desabafou, não a dor do luto, mas o sofrimento de ser o "resto" da monarquia...

Pérolas

E o "resticídio" dá-se naquele belíssimo dia em que dos céus surge uma imagem, não de Fátima, mas da República, aquela moçoila esbelta, de mama ao léu, até hoje incompreendida.

Pérolas

A educação é isto: uma eterna partilha de conhecimentos...

Pérolas
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...